“Óleosessão” | “Oilsession”

Depois de uma vida (ora entre o final da adolescência e agora já se passaram quase duas décadas, por isso acho que posso falar de uma vida) a fugir de todas as coisas oleosas, parece que agora anda tudo “óleocecado”, ou seja, com uma obsessão extrema com os inúmeros benefícios dos óleos.

Primeiro foram os óleos secos para a pele. Alguém teve a feliz ideia de inventar este contra-senso do óleo seco, ou seja, um óleo que não deixa o nosso corpo com o brilho característico de alguém besuntado em óleo Johnson’s. E confesso, experimentei e gostei! A minha tez irremediavelmente clara precisa de toda a ajuda possível e aquele brilhozinho discreto nas minhas pernas confere um “je ne sais quoi” de saudável que ela bem precisa.

Algum tempo depois foram os óleos capilares. Ao que parece, estes garantem milagres na regeneração dos nossos cabelos. E quem não quer um cabelo regenerado e com um ar saudável? Disto não tenho qualquer conhecimento, exceptuando uma ocasional aplicação do meu Huile Prodigieuse nas pontas do meu cabelo massacrado pelos ferros de alisamento – ergghhhh, eu já confessei aqui o quanto detesto o frizz espontâneo – mas que não foi suficiente para  que possa aqui emitir uma opinião sensata sobre o tema.

Depois os óleos de limpeza. Óleos de limpeza cutânea – errgghhh, não será isto outra contradição? Ao que parece o óleo é agora o nosso melhor aliado na limpeza da pele… isto depois de anos passados a fugir da oleosidade cutânea e obcecadas com produtos oil-free. Mas dizem as entendidas (aqui, por exemplo) que funciona mesmo, e que a pele fica mais limpa do que com qualquer outro método ou produto… e, pela manhã, não acordamos com a cara ensopada numa poça de óleo (M I L A G R E ?).

Depois foi o óleo de côco, em versão produto milagroso para pele, cabelo e saúde (aqui).

E nos últimos dias fui surpreendida por isto: Oil Pulling, ou seja, extracção com óleo, uma espécie de mezinha ayurvédica que promete todos os benefícios e mais alguns e que consiste em bochechar durante 15 a 20 minutos com óleo de sésamo, girassol ou côco.
Aqui:

After a lifetime (between my adolescence and now it’s been almost two decades, so I think I can speak of a lifetime) escaping from all the oily stuff, it seems that now everyone is “oilsessed”, ie , with an extreme obsession with the numerous benefits of the oils.

First the dry oils for the skin. Someone had the great idea to comeup with this nonsense of dry oil, or an oil that doesn’t leave your body with the characteristic glow of someone smeared in Johnson’s oil. And I confess , I tried it and loved it! My hopelessly light complexion needs all the help possible and that slight twinkle in my legs gives an healthy “je ne sais quoi” wich she really needs.

Sometime later were the hair oils. Apparently , these guarantee miracles in the regeneration of our hair. And who does not want a regenerated and healthy hair? I have no expert knowledge about it, except an occasional application of Huile Prodigieuse in the tips of my hair butchered by straightening irons – ergghhhh , I’ve confessed here how much I hate the spontaneous frizz – but that is not enough for me to give an opinion on the subject .

After came the cleansing oils. Oils for your skin cleansing – errgghhh, isn’t this another contradiction? Apparently the oil is now our best ally in skin cleansing… this after years of running away from oily skin and obsessed with oily skin oil-free products. But the one who know say (here, for example) that it really works  and that the skin is cleaner than with any other method or product… and in the morning, you don’t wake up with your face soaked in a pool of oil (M I R A C L E ?).

Thencame the coconut oil as a miraculous product for skin, hair and health (here).

And, in recent days, I was surprised by this: Oil Pulling , ie extraction with oil, a kind of ayurvedic remedy that promises all the benefits you can imagine and that consists of swishing sesame, sunflower or coconut oil around your mouth for 15 to 20 minutes.
Here :

As promessas? Remover todo o género de bactérias e toxinas do nosso corpo – erghhhh, E S T R A N H O!
Mais aqui e aqui.

Ao ritmo que isto vai, qualquer dia dou por mim a ler que, se calhar, o óleo Johnson’s na praia até traz benefícios (don’t think so!).
Óleo? O nosso novo BFF?

E vocês? O que acham desta “óleosessão”?

PS: Maior desvantagem de óleos solares: derretem a impressão de revistas e livros e acabamos com um calquito da nossa literatura preferida no corpo (G U I L T Y !).

The promises? Removing all kinds of bacteria and toxins from your body – erghhhh , W E I R D!

More here and here.

As this is going, every day now I will find myself reading that maybeJohnson’s oil on the beach brings benefits (don’t think so !).
Oil? Our new BFF ?

What about you? What do you think of this ” oilsession”?

PS : Biggest disadvantage of solar oils: melting the printing of magazines and books and you ending up with a tattoo from your favorite literature in the body ( G U I L T Y  ! ).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: